Qual é a ciência por trás das Barras de Access?

Afinal, qual é a ciência por trás das Barras de Access?

Recentemente, a Dra. Lisa Cooney e sua parceira Linda Adamowski, facilitadoras certificadas da Access Consciouness ® , se perguntaram “Qual é a ciência por trás das Barras de Access ® ?”

Elas se perguntaram o que seria mostrado quando se usasse um tipo de teste chamado Termometria para mostrar quais mudanças ocorrem no corpo após uma sessão das Barras de Access®.

Essas e outras perguntas levaram a Dra. Lisa Cooney a organizar e financiar seu próprio estudo independente. A pesquisa é a primeira do gênero, e o que elas descobriram foi incrível!

A termometria é um avanço na medicina biológica. Os resultados são clinicamente comprovados para identificar fatores que podem contribuir para a detecção de doenças, muitas vezes anos antes do diagnóstico.

Originário da Alemanha, esse teste é usado em Medicina Ortodoxa e Integrativa por Médicos e Naturopatas. Sua tecnologia avançada é apoiada por líderes nas áreas de radiologia, neurobiologia, medicina biológica e tecnologia médica infravermelha.

Depois de ver esses resultados, o Dr. Daniel Beilin, Fundador e Diretor Médico da Alfa Thermodiagnostics, disse o seguinte … … “O que quer que você esteja fazendo, está interessado em algo. Eu encaminharia meus pacientes para a pessoa responsável por isso, especialmente meus pacientes com câncer. “

Veja o vídeo com os resultados do teste de termometria.

O que mais pode ser possível com a cura e a mudança de corpos, criando saúde e Access Bars®?

O que diz um neurocientista sobre a técnica de Barras?

O neurocientista e pesquisador Dr. Jeffrey L. Fannin, foi convidado pelos fundadores da Access Consciouness a fazer mapas mentais em pessoas submetidas à terapia de Barras. O Dr. Fannin está no campo da neurociência há mais de 15 anos e é o criador do Center for Cognitive Enhancement (Centro de aprimoramento cognitivo).

Em uma palestra, onde compareceu como convidado, o Dr Fannin disse que ao ver os resultados de sua pesquisa o “seu queixo caiu”, literalmente. Pois foram, para ele, impressionantes as alterações registradas nos mapas mentais antes e depois de uma pessoa ter sido submetida a terapia de Barras.

Durante a pesquisa do Dr Fannin, 19 eletrodos foram colocados em diferentes pontos da cabeça de uma pessoa para registrar as atividades elétricas do seu cérebro. Esses eletrodos estavam interligados a um eletroencéfalograma (EEG). Esse método, como você já deve saber, é muito utilizado pela reurociência, para detectar possíveis casos de epilepsia ou outras alterações neurológicas, tais como distúrbios do sono, coma, encefalopatias, ou morte cerebral.

O fato é que os testes demonstraram profundas alterações nas medições feitas pelo EEG. Tais como você pode ver nas imagens abaixo:

Imagem 01 – Mapas mentais normais antes das Barras

Na Imagem 01 acima, você pode ver a área vermelha se destacando em todos os mapas mentais. Essas são áreas identificadas como PZ. Elas apresentam 03 desvios padrões considerados normais.

Após uma hora e meia correndo as Barras da pessoa submetida à pesquisa. Novas medições foram feitas com o eletroencefalograma. Desta vez os resultados foram bem diferentes, conforme demonstrado na imagem abaixo:

Mapas mentais depois da sessão de Barras

Veja a pesquisa completa com os resultados no vídeo abaixo:

Conclusão

São maravilhosos os resultados de todas as pesquisas feitas pelos brilhantes cientistas que vem estudando as Barras de Access. O que demonstra para nós que não há limite para o que acesso à Consciência pode nos proporcionar.

Estou certo de que todos vocês têm a capacidade de aproveitar essa energia para começar a trabalhar com isso dentro de si mesmos, porque não é a mágica da ciência.

A ciência apenas ajuda a informar o que está acontecendo e como está acontecendo com você como indivíduo. Cabe a você identificar se isso realmente pode lhe trazer benefícios.

O que você acha que as Barras de Access poderiam fazer por você? Mais paz, mais amor, mais dinheiro?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *